Como arrumar o retrovisor do carro para minimizar o ‘ponto cego’? Qual o jeito certo de colocar a cadeirinha das crianças no banco traseiro? Essas informações fazem toda a diferença para o motorista na hora de mudar de faixa ou fazer uma manobra. São medidas simples que podem evitar acidentes e tornar o trânsito mais seguro.

Mas como o motorista deve se posicionar no carro?
Assento:
posicione o banco numa distância que a perna fique quase toda esticada. Dessa forma, o motorista tem mais força para frear o carro pressionando o pedal até o fim.

Encosto: estique os braços até o punho alcançar a direção. Essa é a distância correta entre o corpo e a direção. O braço não pode ficar muito flexionado ou muito esticado, pois impede girar o volante e atrapalha o campo de visão. Sempre deixe as duas mãos segurando o volante. Imagine que a direção é um relógio. As mãos devem ficar em 9 horas (mão esquerda) e 15 minutos (mão direita).

Encosto de cabeça: o encosto deve ficar levemente inclinado para frente, de maneira que a cabeça encoste nele. Isso evita, em caso de acidente, que, no efeito chicote, quando a cabeça vai para frente e em seguida é jogada para trás, fique sem apoio.

Cinto de segurança: o cinto não pode ficar na altura do pescoço. Precisa ficar no peito. Mulheres grávidas devem passar o cinto entre os seios, deixando a barriga livre. Não use clip para deixar o cinto frouxo.

Espelho interno: deve ficar numa posição que seja possível ver toda a janela traseira.

Espelho externo: todo modelo de carro tem o ponto cego, mas posicionar o espelho retrovisor do jeito certo minimiza muito o risco do motorista não enxergar a moto ou o carro ao lado. Jamais deixe o espelho muito para dentro, vendo quase metade do carro. Também não coloque totalmente para fora, de maneira que não consiga ver a lataria do carro. O jeito certo é virar o espelho para fora, mas que dê para ver o final da traseira do carro. Não coloque o espelho virado para baixo, visualizando muito o chão, nem muito para cima. Posicione o espelho no meio.

Acessórios podem se tornar uma armadilha
Quem fica muito tempo sentado nos carros, como os motoristas de táxis, recorrem a alguns acessórios para driblar o desconforto. O uso não é proibido, mas requer atenção. O assento de bolinhas é bem popular, mas se o acessório não estiver bem fixado ao banco pode escorregar e atrapalhar o motorista.

Confira outras dicas para ter uma viagem de carro segura:

  • Não coloque nada decorativo pendurado no espelho retrovisor porque atrapalha a visibilidade;
  • Na hora de dirigir, tire qualquer objeto no painel que possa refletir no para-brisa. O cartão do idoso e crachá de estacionamento são dois exemplos;
  • Quem tem criança pequena, pode colocar um espelhinho acoplado no retrovisor que permite olhar o que acontece no banco de trás, sem ter que virar a cabeça.

Com esses cuidados, você e sua família terão uma viagem muito mais tranquila, confortável e segura.